• Marcelo Bandeira

Istambul - Dicas essenciais



Como sempre vamos direto ao assunto, com dicas, fotos, vídeos, aplicativos úteis, os perrengues de táxi e do hotel que não nos hospedou e como evitar o cansaço de negociar preços no Grand Bazzar, e uma breve observação para mulheres que questionam se é seguro estarem por lá sozinha. E além desta publicação você pode ouvir estas dicas de forma mais disruptiva no podcast Turismo Falado.


Começaremos por como chegar ao centro, saiba que a capital Istambul é fácil de ser visitada. Com um novo aeroporto que mesmo distante mais de 40km do centro disponibiliza um ótimo serviço de transporte, são os ônibus da Havaist.


Para usar o Havaist pesquise pelo site ou baixe o aplicativo para ver qual é a estação mais próxima do seu hotel, ao chegar no aeroporto procure pelas placas que indicam o transporte público. Os pontos de saída ficam no térreo, você terá que descer até eles.


É fácil identificá-los, são ônibus modernos e ficam todos numerados, portanto só encontrar o número que procuras e o motorista fica na porta com uma máquina de cartão de crédito. O valor fica em torno de R$16,00. Para facilitar sua pesquisa saiba que o ponto do aeroporto se chama Istambul Havalimani e o principal ponto turístico do centro, perto da Mesquita Azul e do Grand Bazzar chama-se Aksaray – Beyazit Meydan que é o número 12.

havaist istanbul
Havaist - Plataforma de embarque

Ao descer do Havaist na Beyazit Meydan fica a dica de sempre, a mesma que usei na Jordânia, desça do ônibus e não aceite a aproximação daquele bando de taxistas que ficam na porta, saia uma boa distância do ônibus antes de pensar em pegar um táxi. E caso queira economizar ainda mais, e eu indico isso plenamente, não pegue táxi, atravesse aquela praça e vá até a rua de trás. Lá tem uma estação do Istambul Tram, um trem de superfície que passa pelos principais pontos do centro, veja o mapa no aplicativo do Tram. A passagem custa R$5,30 e fica a dica que nem todas as máquinas de venda das passagens aceitam cartão de crédito e a nota máxima aceita é de 20 liras.

tram istanbul
Tram

Evite o táxi. Está pesquisando a um bom tempo sobre Istambul? Então já deve ter lido este alerta, por lá não é diferente de outros lugares, existem golpes. Sobre os detalhes do motivo e do perrengue que passamos está aqui no podcast, saiba que eles tentaram nos enrolar, mesmo mostrando a localização do hotel eles tentaram nos enganar dizendo que as ruas estavam bloqueadas e o trajeto de 2km custaria 20 dólares, um absurdo, evite o táxi.


Se quiser pegar um use o aplicativo de taxi da Turquia o Bitaksy. Só que o aplicativo é instável, não funcionou algumas vezes, provavelmente por problemas de localização do meu celular. Mas as duas vezes que precisei ir ao aeroporto funcionou bem e a viagem custou 320 liras.


O UBER não funciona na Turquia, o Booking também não funciona para viagens domésticas, ou seja, se o seu celular estiver com a localização atualizada no país o Booking não irá funcionar.


Vamos as dicas da cidade.

corno de ouro
Vista - Corno de ouro

É muito fácil se locomover usando o Tram, mas fique atento a localização do seu hotel. A cidade é apinhada em morros então, por isso, existem ladeiras por toda a parte. Opte por ficar perto do Tram, ao contrário disto você pode se hospedar em uma ladeira que vai cansar suas pernas já no início de cada saída e te dar preguiça de voltar para o hotel. Use o Google Earth ou Maps para ver o relevo do local do seu hotel e a estação mais próxima do Tram.

Mesquita Azul
Sultan Ahmet - Mesquita Azul

Para se hospedar eu indico o Hotel Peyk, ele é muito bem localizado. Os quartos aparentam serem pequenos, mas são bons, limpos e tem até piso aquecido. E não perca aquela pasta preta no café da manhã, é de azeitona e muito boa. Ele fica perto do Tram a apenas 2 minutos de caminhada da estação Çemberlitas, que é a mesma estação do Grand Bazzar e 5 minutos de caminhada da Mesquita Azul, Hagia Sofia e tudo o mais que fica ali perto.

Hotel Peyk
Limpo, cheiroso e piso aquecido

Hotel Peyk
Quarto com sacada e vidros duplos

Se hospedando nele você pode sair Istambul afora sem rumo e depois voltar de Tram facilmente, e se usar o link aqui do blog para reservar o Booking saberá disto e irá dar uma pequena comissão, por favor, apoiem os blogs e reservem pelos links, obrigado. Aqui também segue o link do melhor preço de seguros de viagem do mercado turístico.


Se ficar hospedado no Peyk Hotel acredite em mim, dê uma chance para aquele restaurante Ortaklar em frente, é barato, um tanto sujo, mas é muito bom. Quando entrar lá verás a quantidade de entregadores buscando pedidos, isto é um bom sinal.

Ortaklar
Restaurante Ortaklar - Em frente ao Peyk Hotel

Quanto a hospedagem, por mais estranho que seja dizer isto, preciso fazer um alerta, não se hospede no Mesut Hotel, não se engane pelas fotos. Chegamos lá e o quarto que reservamos não estava disponível e eles nos realocaram em um dos hotéis que são donos, foi uma péssima experiência. Estávamos a 1h30 da madrugada, em uma cidade estranha, de malas, cansados e sem hotel. Isso que conversei 3 vezes com eles antes da minha ida, ou seja, são maldosos. No fim ficamos no meio de uma ladeira pesada, em um quarto sujo, sem vista e nem as tomadas funcionavam. Eu falo mais sobre este perrengue no podcast.


Mas diferente do Hotel Peyk, o Mesut Hotel fica na praça Taksim. E fica a grande dica sobre o seu horário de chegada, pois, alguns voos chegam de madrugada em Istambul, se este for o seu caso procure se hospedar bem no entorno próximo da praça Taksim, este link te mostra os hotéis da região, mas a dica serve para o quanto mais próximo da praça será melhor, para chegar lá use o Havaist número 16. Digo isto porque é uma região bem movimentada, cheia de bares, restaurantes e boates que funcionam até altas horas, portanto mesmo na madrugada as ruas estarão cheias de pessoas e policiamento. Se quiser depois troque de hotel para o entorno turístico da Sultan Ahmet Park este link te mostra a melhor região de Istambul para se hospedar. Por favor, use os links do blog, é de graça e é uma baita ajuda.

Praça Taksim
Entorno da Taksim à noite

Sobre o que fazer em Istambul saiba que os pontos imperdíveis começam com a praça Sultan Ahmet Park ali ficam a Mesquita Azul, Hagia Sofia e Palácio de Topkapi.

Hagia Sofia
Entrada da Hagia Sofia fica em frente a praça

A Mesquita Azul e a Hagia Sofia têm acessos gratuitos, o único, porém é o código de vestimenta, veja na foto abaixo. Fica a dica para as mulheres para terem o seu próprio cachecol para colocar sobre a cabeça, vai ser fácil comprar um bem bonito, eles são vendidos por todos os lados, com preços que partem de 50 liras. Lembre-se de tirar os sapatos e colocar nos armários disponíveis na parte interna.

Sultanahmet mosque
Código de conduta

Hagia sofia
Interior da Hagia Sofia

Por ver tantas perguntas sobre o assunto, faço uma breve observação para mulheres com dúvida sobre viajarem sozinhas pela Turquia, eu percebi as cantadas e pequenos assédios e posso dizer que pode ir viajar tranquila, só ir e não se preocupar com algumas cantadas, que não são em nada diferentes do que pode ocorrer na sua própria cidade. É seguro, tranquilo e descomplicado, se evitar roupas que mostrem o seu belo corpo as cantadas diminuem, mas não vimos nada desrespeitoso, mesmo para aquelas que forçavam na vestimenta. Inclusive na região da Taksim, a noite nem parece um país de maioria muçulmana, pernas e cabelos a mostra e uma dose de álcool referenciam o frenesi do entra e sai das baladinhas. Finalizo informando que estatisticamente é mais perigoso uma mulher caminhando sozinha a noite em Nova York, do que em Istambul.


Voltando a falar da região da Sultan Ahmet, existem por lá alguns terraços bem interessantes para fotos, só olhar em volta e verás uma dezena deles, mas fomos em alguns e fica a dica para usá-los para drinks ou um aperitivo, pois, a comida é cara e ruim. No seguimento do post vamos dar uma dica de um bom terraço para provar mais a fundo o cardápio.

SultanAhmet park
Terraços panorâmicos da SultanAhmet park

Outro ponto imperdível é caminhar próximo ao terminal hidroviário de Karakoy ali além da belíssima ponte Galata Köprüsü com aqueles restaurantes bem chamativos e caríssimos embaixo dela, é neste porto que você pode pegar o barco para ir ao lado asiático, lá do outro lado tudo fica mais barato, desde as comidas até os souvenirs, mas fiquem atentos aos horários dos barcos e da feira de Kadikoy Carsisi que se encerra cedo, próximo das 18h a feira começa a diminuir, porém o bairro segue agitado.

Karakoy
Saída do Karakoy para Kadikoy

O trajeto mais comum entre o lado europeu e asiático são de Karakoy pra Kadikoy é este trajeto que te leva para o ponto mais movimentado e a feira citada, mas se você tiver mais tempo em Istambul pode explorar outros portos do lado asiático e irá encontrar diversos restaurantes na beira do Bósforo com linda vista para a Istambul europeia.


No lado asiático ao descer do barco podes ir em direção ao restaurante tipo fast food e barato Hacioglu e comer lá a famosa pizza turca e suas variações tipo calzones, gostamos mais da Lahmacun, que custa R$6,00. Mesmo que você não queira comer, o restaurante serve de ponto de referência do bairro e para onde você sair caminhando será uma bela descoberta.

Carsisi
Uma das centenas de vielas do Carsisi

Ayran
O Hacioglu vende o Ayran - prove (leite fermentado e salgado)

Voltando a falar da região do porto Karakoy, ali você pode sair caminhando pela beira do Bósforo e em 200 metros a própria cerca do porto te faz entrar em direção ao bairro e encontrarás ruas pitorescas. Ao contrário disto pode subir em direção ao mais imperdível ponto de visitação, a Gálata Tower. Ainda na região de Karakoy, ali tem um restaurante bem típico frequentado pelos próprios turcos, o Alin Balik Karakoy o atendimento é diferentão, você tem que ir escolher os frutos do mar, os siders e frutas, depois volta para a mesa e aguarda as escolhas, é pitoresco e com vista para o corno de ouro, mas não é barato.


Visite e não se assuste com as filas na Gálata Tower, ela anda rápido. Nela você terá a mais bela vista de Istambul em 360 graus veja a imagem neste rells. Ali também se inicia a rua mais turística da cidade, a Istiklal, famosa rua de pedestres. Atravesse ela da torre até a praça Taksim ou vice e versa. Durante a noite a parte mais próxima da praça é bem movimentada.

Galata Tower
Galata Tower

Galata Tower
Galata Tower - a noite vale caminhar pela rua Istkal

Quanto aos mercados são diversos, afinal estamos na cidade que é um dos berços da humanidade, mas certamente o Grand Bazzar com seus mais de 500 anos é uma atração de tirar o fôlego, porém, todavia, contudo comprar algo por lá não é para amadores, tem muitos produtos falsificados e quase tudo parte com um preço que é mais da metade do dobro, tens que negociar e isto pode se tornar exaustivo. Dúvida?! Conte quantas vezes irá ouvir "quer pagar quanto?".

Grand Bazzar
Grand Bazzar - tem de tudo.

Grand Bazzar
Grand Bazzar - faça uma pausa nas cafeterias

Grand Bazzar
Grand Bazzar - não tem como não se perder

Grand Bazzar fake
No Grand Bazzar tem de tudo a venda, não compre produtos de marcas famosas.

Grand Bazzar cats
Grand Bazzar - um pouco mais de negociações o gato entraria no negócio.

Perguntamos o preço de um mesmo produto, um cinto em 5 lojas, em todas custava 600 liras, não valia este preço em hipótese alguma, pois, no fim pagamos apenas 450 liras, não por apenas uma, mas sim por duas unidades do tal cinto.


Foi difícil negociar, escute o podcast para dicas e entender como ocorrem estas negociações. A grande dica do Grand Bazzar é para visitá-lo e caminhar por tudo, mas evitar a tentação das compras, pois, o melhor a se fazer para compras é sair do Grand Bazzar em direção ao Bazar das Especiarias que fica lá embaixo no porto a apenas 10 minutos de caminhada. E nesta caminhada entre os mercados você encontrará quase todos os produtos vendidos no Grand Bazzar em condições de negociações bem melhores. Descendo e quanto mais distante, mais à esquerda, mais barato ficam os produtos.


Não acate as dicas de entrar pela portaria principal do Grand Bazzar para não se perder lá dentro, certamente você vai se perder, perca-se e divirta-se está será a melhor parte da sua visita.

Grand Bazzar
Não importa qual entrada usar do Grand Bazzar

Grand Bazzar
Vielas do entorno do Grand Bazzar

Quanto ao Bazar das Especiarias, também chamado de mercado egípcio ele é menor e mais prazeroso de fazer compras, principalmente os chás. Prove todos e compre os que mais gostar, são muitos tipos e sabores. E ali serve a mesma dica sobre caminhar no entorno para buscar melhores preços.

Bazar das especiarias
Bazar das especiarias é mais prazeroso de fazer compras

Bazar das Especiarias
Bazar das especiarias - algumas lojas tem mais produtos no subsolo delas.

Bazar das especiarias
Bazar das especiarias - as porcelanas também são vendidas nas ruas do entorno

Bazar das especiarias
Bazar das especiaias - prove e compre muitos chás.

Bazar das especiarias
Bazar das especiarias - melhor lugar para provar os Turkish delights

Bazar das especiarias
O entorno do Bazar das especiarias - vendem de tudo.

Uma boa dica de terraço com vista panorâmica serve se você estiver disposto a caminhar uns 15 minutos do bazar das especiarias, neste caso o Kubbe-i-ask é muito bom para um drink sem álcool e alguns doces, tudo com uma bela vista.


E claro, tipo não precisaria nem dizer, mas o passeio de barco no Bósforo é imperdível, porém existem diversos formatos. Tem com jantar, com música, durações e preços diferentes, e de todas estas opções eu indico o tipo Sunset Tour, fizemos com a Riveryat, fomos até o porto Kabatas em torno das 17h e ali existem alguns vendedores de passeios e encontramos o sunset tour da Riveryat por 30 euros, tal preço inflacionado pelo vendedor e claro pela forma como fizemos sem reservar nada.

Bósforo
Sunset Tours - são a melhor opção de passeio no Bósforo

Bósforo
Fazer o passeio no Bósforo é imperdível.

Bósforo
Sunset tour é a melhor opção de passeio.

Pode ser arriscado ir ao porto sem reserva do sunset tour, então se quiser reservar e não passar perrengues existem diversas empresas que fazem este passeio. Mas por outro lado caso queira economizar bastante no passeio pelo Bósforo saiba que a prefeitura de Istambul tem este serviço com custos partindo de R$20,00, as saídas ocorrem em diversos pontos, consulte locais, horários e mais informações no site da prefeitura de Istambul. Quanto ao passeio com a Riveryat, foi caro, mas tinham um belo serviço com frutas, vinhos, cervejas, alguns doces e salgados incluídos e valeu cada centavo.


Pois, poderíamos estender esta postagem, mas a Turquia é muito mais do que Istambul, para ver e entender mais sobre este país conversem com a Cristiane Mutlu, ela é brasileira e mora em Istambul, vejam as dicas dela nos seus canais no Youtube ou Instagram.


E se a sua leitura chegou até aqui, vai a melhor dica extra: Conheça a confeitaria Hafiz Mustafa, ela tem unidades espalhadas pela cidade toda, te garanto você vai pirar com os sabores!

Hafiz Mustafa
Hafiz Mustafa - traga de presente, eles embalam a vácuo.

Pois, que tal partir para as dicas da Capadócia? Mas antes preciso dizer que você vai amar os gatos nas ruas de Istambul, muitos gatos, milhares deles. Os turcos e os gatos são irmãos de sangue, onde você olhar terá uma tigela de água, um prato de ração e um gato. Isso é bonito, fascinante e uma aula de humanidade. Quando você estiver por lá em 10 minutos caminhando vai lembrar que leu isso aqui no blog. Existe até um documentário sobre estes milhares de gatos, o Kedi, coloquei o link para o trailer, assista e já veja belas imagens da cidade. Só depois de visitar Istambul você conseguirá entender este rells.


 

AJUDE O BLOG - FAÇA RESERVAS PELOS BANNERS DO BLOG



#roteiroscompartilhados #turquia #turkey #istanbul #istambul #travelblog #dicasdeistambul #bosforo #istkal #hagiasofia #sultanahmet #peykhotel #mesuthotel #ortaklar #karakoy #carsisi #karakoy #galatatower #cats #keid

685 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo