• Marcelo Bandeira

MADRID-O ROTEIRO MAIS COMUM.

Atualizado: 18 de Nov de 2018



Urso Madrid Plaza del Sol

Bem-vindo a Madrid... a porta de entrada de roteiros fascinantes pela Espanha e a cidade aonde temos um dos mais baixos preços para alugueis de carros na Europa, porém você não deve se deixar enganar por ofertas que parecem imperdíveis. Mesmo que uma semana custe meros R$101,25. Logo eu explico como foi minha experiência alugando com a Firefly no aeroporto de Barajas T4. Aquele barato que sai caro e lhe servirá de alerta.


Mas para visitar Madrid você precisa de um carro? Não, definitivamente não.


Então por que este post começa falando sobre aluguel de carro?


Porque se você está planejando um roteiro pela Espanha e irá começar por Madrid eu indico alugar um carro (alugue aqui). Pois em um pequeno raio de apenas 200km você irá encontrar dentre diversas opções as cidades de Puerto de Navacerrada, Toledo, Segóvia, Ávila e Salamanca que são cidades medievais que facilmente te deixarão fascinado. E mesmo com os trens da RENFE dando ótimos descontos na compra de passagens de ida e volta uma Road Trip pode ser uma boa opção. Por exemplo o preço dos trens entre Madrid e Salamanca custam entre €12 e €60 ou seja pode chegar a custar um valor próximo ao aluguel de um carro por uma semana.


Mapa entorno Madrid

Quanto a alugar um carro não se esqueça que os estacionamentos privados em Madrid (espalhados por toda a cidade) são caros, no centro custam em torno de € 20. E os espaços públicos custam até €5 por 4hs, mas aos finais de semana estes espaços são gratuitos. Lembrando que se você for estacionar na rua fique atento a uma linha pintada no chão a qual caso seja verde o tempo máximo de permanência é de 2hs e em caso de a cor ser a azul o tempo máximo é de 4hs. Dito isto pondere em quando seria o melhor momento para alugar seu carro, seja na sua chegada no aeroporto, ou no momento que for iniciar o seu roteiro pela Espanha.

Pois depois de expor meu amor por Road Trip’s que é aonde o carro lhe insere na paisagem e cotidianos locais, vamos falar de Madrid.


E vamos começar com uma dica de hospedagem! Caso você goste de interação e não se preocupa com privacidade pode se economizar usando um dos diversos Hostels do centro de Madrid, porém se a busca for por hotéis a melhor forma de escapar dos altos valores na região central é buscar um local em um raio de até 35km do centro. Isto inclui até a cidade de Alcalá de Henares. Porém esta opção é somente se você estiver de carro pois ao contrario seus passeios serão limitados aos horários e trajetos dos ônibus e trens. Eu já me hospedei em Alcalá de Henares e fui surpreendido pelo seu belo centro histórico e com o icônico museu casa de Miguel de Cervantes. Neste mesmo post logo abaixo você irá encontrar um Hotel Review da minha última hospedagem na cidade.


A capital da Espanha tem seu aeroporto internacional no bairro de Barajas. E é fácil ir até ao centro usando o metrô, mas atenção com a estação chamada Barajas que dá nome ao aeroporto pois mesmo estando entre as paradas dos terminais ela é a estação do bairro e não do aeroporto.


Aproveito enquanto digo isto para que fiquem atentos ao terminal correto do seu voo de saída principalmente se ele for para fora da união europeia pois é bem provável que seu portão de embarque seja no terminal satélite o Terminal 4S que te deixa a uns 20-30 minutos entre o balcão de check in até o portão de embarque pois você irá descer alguns andares até um trem que te leva aos portões. E por favor eu peço licença para te dar uma estranha dica... em Barajas não se deixe solidarizar com aquele pedido de ajuda para comprar passagens de última hora feito por pessoas dentro da área do terminal de embarque, eu digo isto mesmo que seja sabido que em quase todos os aeroportos do mundo existem pedintes mas em Barajas eles são profissionais e alguns até mesmo aprenderam a falar português, conhecem a malha de voos e são famosos personagens do aeroporto. Isto acontece pois na legislação espanhola mesmo estas pessoas sendo reconhecidos pedintes não podem ser presos ou expulsos pela polícia. É sério, porém não se assuste em nada pois Barajas é seguro, moderno, bonito, eficiente e com sinalização muito bem organizada além de oferecer acesso de internet gratuito. É só conectar o Wi-Fi com a rede do aeroporto assistir um vídeo dos patrocinadores e acessar gratuitamente a conexão.


E para ajudar na sua chegada em Madrid segue um mapa do metrô atualizado em janeiro de 2018. A melhor forma de chegar ao centro é usando a linha 8 saindo dos terminais do aeroporto até a estação Nuevos Ministérios.


Metro Madrid

A linha 8 sai do Aeroporto até a estação Nuevos Ministérios.


Saliento que o seu roteiro para visitar Madrid será influenciado pelo local da sua hospedagem, caso você fique no centro, ou seja, perto da Gran Via (principal avenida da cidade) talvez você possa fazer quase todos os principais atrativos caminhando. Eu indico usar o aplicativo de mapas gratuito e offline (não precisa de conexão com a internet) Maps.me. Pois para estas caminhadas ele é perfeito, após baixar os mapas locais o aplicativo indica até mesmo pontos de interesse e apesar de inicialmente existir uma certa dificuldade de entender para qual lado você está se deslocando logo quando você começa a caminhar e inicia o movimento ele se ajusta. Sim a seta de direção do aplicativo tem uma certa dificuldade de saber para aonde você está olhando, por exemplo ele pode indicar que a Gran Via está a sua frente, porém antes de iniciar um movimento ela pode aparecer atrás de você. Veja e reserve todos passeios, guias e ingressos sem filas de Madrid neste link.


Além de todas as opções de locais e seguindo nas dicas de hospedagens... em minha última visita a cidade fui surpreendido pelo Loft de San Juan e sua excelente localização. Então segue um Hotel Review desta hospedagem.


O Loft de San Juan pertence a um casal e foi moradia deles por 5 anos. Muito bem localizado está a apenas 200 metros da estação de metrô Noviciado e a 500 metros da Plaza de España e caso queira saber mais sobre o entorno deste local temos um vídeo sobre a localização na seção Hotel Review.


O Loft de San Juan conta com uma cozinha bem equipada no térreo inclusive com lava louças e geladeira com freezer além dos utensílios necessários para fazer um belo jantar. No mesmo piso encontrasse um sofá que acomoda confortavelmente 1 adulto. A Televisão tem canais a cabo e a internet é rápida. Todo o Loft conta com calefação a óleo e você irá encontrar estes aquecedores até no banheiro, porem devo alertar que o chuveiro é bonito (imagens do chuveiro no vídeo do Hotel Review) e apesar daqueles belos jatos de hidromassagem a agua quente vem de um boiler que te oferece uns 7 minutos de água quente, ou seja, se for um casal o banho não será nada romântico.


Mas de tudo o que possa ser dito sobre o Loft de San Juan é essencial dizer que os donos têm muito bom gosto na decoração e são muitíssimos hospitaleiros te oferecendo uma atenção e disponibilidade educadíssima antes, durante e depois de sua hospedagem. Eu te garanto você se sentirá bem-vindo mesmo antes de chegar em Madrid.


Loft Madrid

E para concluir fica como importante dica: caso você seja sensível a luz e barulho para que leve seus protetores auriculares e tapa olhos. Pois como pode ser visto no vídeo de Hotel Review o Loft tem grandes janelas que permitem a entrada da luz (muita luz) e o mesmo é localizado na fachada de um prédio que apesar de não ter grande fluxo de pessoas em frente em algum momento barulhos vindos da rua podem ser incomodativos (até mesmo parece que o

barulho vem da sala do Loft).


Porém além de tudo o que este local oferece desde a localização, a decoração, os utensílios disponíveis é o cuidado com a hospitalidade e bem-estar oferecido pelos proprietários que irá fazer o diferencial na sua estadia.


Então... além desta dica se você procura alguma hospedagem em qualquer lugar do mundo eu posso te ajudar a encontrar... por favor entre em contato e eu terei o maior prazer em te dar algumas dicas.


No mais... seguimos com as dicas sobre Madrid.


Como eu citei os diversos atrativos imperdíveis de Madrid estão na região central da cidade, e eles podem ser conhecidos com belas caminhadas. Vou sugerir um roteiro em um mapa abaixo aonde em um dia você consegue ter a condição de visualizar estes locais, porém para visitas mais demoradas e com entrada em alguns deles seriam necessários de 2 a 3 dias. Para exemplificar você pode sair do Palácio Real e ir caminhando para o lado oposto do centro até o Parque Del Retiro em mais ou menos 2 horas, ou seja, é possível dar uma brevíssima mas interessante volta no centro de Madrid em uma conexão entre voos.


Atrativos da região central

Porém entenda que a capital da Espanha tem muito a oferecer de sua gastronomia, arquitetura e da hospitalidade espanhola que merecem muito mais de sua atenção.


Uma dica de roteiro é começar a partir da Plaza Mayor que como em quase todas as cidades da Espanha representam a região central dos mercados que deram início as povoações. Ou pela famosíssima Plaza del Sol aonde o madrileno celebra a virada de ano e de onde se iniciam todas as estradas da Espanha (no chão da praça existe uma marcação do km zero). Estas praças estão muito próximas uma da outra.


Plaza Mayor Madrid


Na Plaza Mayor você irá encontrar muitos restaurantes aprazíveis porem estes lugares estão turistificados (nem sempre representam a cultura local) e seus preços são inflados. É também neste local que se encontram o maior aglomerado de lojas de souvenir de Madrid facilmente você consegue encontrar desde imãs de geladeira, camisetas turísticas e quase todas as representações do artesanato espanhol.


Plaza Mayor Madrid

E caso bata aquela vontade de sentar, beber, comer e curtir um intervalo na caminhada fique à vontade para escolher uma das variadas opções, mas a dica é que ao contrário de uma simples parada você pode absorver mais sobre a cultura local se for até os restaurantes do entorno da Plaza.





Plaza Mayor

Bem como o Valle del Tietar em um dos pórticos que dão acesso ao Mercado de San Miguel ou se deliciar com um dos mais icônicos restaurantes espanhóis o Restaurante El Sobrino del Botín que é denominado o mais antigo do mundo ainda em funcionamento. Este restaurante irá lhe oferecer um dos cardápios mais típicos da cultura espanhola.


Sobrino Del Botin

Isto pois O Sobrino de Botín é um típico restaurante de Horno de Asar, ou seja, qualquer prato que seja da linha dos assados no forno será um dos mais envolventes sabores que o seu paladar irá provar na vida. Os Hornos de Asar espanhóis estão culturalmente relevantes, bem como, os fornos de lenha das pizzas italianas. Em Toledo comemos está chuleta (link foto chuleta post Toledo) de um Horno de Asar e aquele sabor está tão latente em nossa memória que gostaríamos de voltar a visitar a cidade não só pela sua beleza, mas sim para comer ela de novo.


E logo seguirá um vídeo sobre esta região da cidade e imagens internas do restaurante citado, porém saliento que se você quiser visitar o Botín além de poder fazer uma reserva no site deles, prepare o seu bolso pois uma refeição completa pode custar entre €30-60 por pessoa. Veja neste link uma opção de passeio de segway incluindo almoço no Botín.


Museo del Jamon

Na linha de advertir sobre os preços altos eu deixo o alerta pois é nesta região que fica o Museo del Jamón. Que é um museu que não é museu! Ahñ? É um restaurante que se autodenomina Museo del Jamón por basear o seu cardápio nesta nobre iguaria.

Fatos e fotos sobre o Jamón estão espalhados por suas paredes e os preços são turistificados, mas mesmo assim não posso deixar de dizer que este restaurante oferece uma ótima experiencia gastronômica sendo um bom local para degustar e aprender sobre El Jamón.

E você gostaria de comprar Jamón em Madrid? Logo eu explano as melhores dicas de como fazer isto e ainda trazer esta bela lembrança gastronômica na sua mala dentro da lei de importação de produtos de origem animal e vegetal do Brasil.


Mercado San Miguel

De tudo o que foi citado sobre a Plaza Mayor uma importante dica é que a poucos metros da Plaza está um dos mercados mais pitorescos da cidade. Este é o Mercado de San Miguel que dependendo do horário da visita é cheio, caótico, bagunçado, barulhento e fascinante. Um incrível espaço aonde você encontra quase tudo do que é típico da gastronomia espanhola em formato de comida de boteco, ou seja, para comer de pé ou sentado em cadeiras de balcão. Além de oferecer banheiros no subsolo e entre muitas quinquilharias turísticas que se mesclam entre suas tendas você pode encontrar cervejas, tapas, sangrias e muita comida típica. Te garanto que será inevitável cair de amores por algum daqueles pitorescos quiosques que compõem a atmosfera deste mercado tornando este local visita obrigatória mesmo que você não esteja com fome, sede ou vontade de ir ao banheiro.


Então fascinado pela visita nesta região e quer mergulhar ainda mais neste local? Segue um vídeo com imagens que ilustram o texto acima.



Plaza del Sol

Depois de visitar a região da Plaza Mayor você tem boas opções para todos os lados.

Em 200 metros estará a famosíssima Plaza Puerta del Sol aonde está a escultura do Urso comendo medronho que simboliza o Brasão da cidade e é o local aonde se celebra a chegada do ano novo em Madrid. Além disto busque na praça o monumento incrustado no chão que representa o início de todas as estradas da Espanha.


Palácio Real

E em 500 metros da Plaza Puerta del Sol você encontra o Palácio Real de Madrid, a casa do Rei da Espanha. Uma casa nada singela, pois são 4318 quartos fazendo dela o maior Palácio Real da Europa. Não posso perder a oportunidade de expor a intimidade da minha família, mas minha mãe quando parou pela primeira vez em frente ao palácio respirou fundo e olhou para nós dizendo: “Quem é que limpa todas estas janelas?”. O que quero dizer com isto? Prepare um bom tempo do seu dia para visitar este local caso este Palácio tenha um grande status no seu roteiro você pode fazer uma reserva prévia para visitar algumas partes do interior dele. Porém fique atento aos horários e dias de funcionamento da visitação pois eles mudam constantemente além disto não são permitidas fotos do interior do palácio.


Plaza de España

Se você optou por sair da Plaza Mayor e foi em direção ao Palácio Real então poderá atravessar o centro usando o metrô. Indo da estação Plaza de España e seguindo para a estação Banco de España assim você irá desembarcar do outro lado da região central e em frente a Fuente de Cibeles estando com fácil acesso ao Parque Del Retiro e ao Paseo del Prado.


Mas caso opte por usar o metrô para travessia do centro você irá passar por baixo da Gran Via perdendo a oportunidade de conhecer a Plaza Callao e a Plaza Puerta del Sol. Portanto por favor repense a possibilidade de fazer este trajeto caminhando pela Gran Via. Além disto esta caminhada irá mostrar uma região central da cidade com uma centena de belas esquinas, prédios de arquitetura fascinante e uma outra centena de bares e restaurantes.


Fonte Cibeles

Se você seguir de metrô e ao ver a Fuente de Cibeles (principal local de manifestações do cidadão madrileno) você estará de frente para a prefeitura de Madrid e ao Paseo del Prado aonde estão os principais museus da cidade.

Neste ponto você pode optar por caminhar pelo Paseo del Prado e adentrar em alguns museus ou em 100 metros estará a Puerta de Alcalá que foi construída para ser a porta de entrada da cidade e atualmente é um dos principais pontos de entrada no Parque de El Retiro. Compre ingressos sem pegar filas para os museus aqui.


Puerta de Alcalá

El estanque grande

Quanto ao Parque de El Retiro confesso que já visitei ele 3 vezes e ainda não consegui ver tudo. São 2km de ponta a ponta do parque, mas o principal atrativo além dos jardins é El Estanque Grande. El Retiro é uma das visitas imperdíveis da cidade, não pode se deixar de ao menos caminhar por alguns minutos dentro do parque. É comum após as intempéries do inverno que o parque seja fechado para visitação para que as mais de 15.000 arvores sejam vistoriadas evitando assim acidentes.


Segue um vídeo com imagens que ilustram o texto acima.



Mantendo a linha dos lugares imperdíveis fica a dica da feira El Rastro. Aos domingos Madrid recebe nas ruas do bairro Rastro uma das mais icônicas feiras de rua da Europa. Um espaço para convívio e comercialização de tudo o que representa a Espanha.


Mercado Rastro

Você irá encontrar no El Rastro diversas lojas de antiguidades ao mesmo tempo em que muitos feirantes também utilizam as calçadas para expor seus produtos assim extrapolando o espaço de seus estabelecimentos fazendo com que ruas, calçadas, postes, paredes também sejam um espaço para expor de tudo um pouco servindo como colírio aos olhos de quem busca desde uma simples lembrança ou até mesmo uma relíquia ícone da história das famílias espanholas. Esta ampla mescla de artigos a venda é uma das principais características do El Rastro.


Tostas

Uma dica para que sua visita seja muito bem aproveitada é chegue cedo e vá ao bar El Capricho Extremeño e prove as famosíssimas Tostas. Esta iguaria gastronômica é parte marcante da cultura deste mercado de rua e desde cedo mais ou menos a partir das 8am já está com as prateleiras cheias e as calçadas do seu entorno servindo de espaço para seus clientes se deliciarem com seus sabores.


O mercado é sim um dos maiores ícones da cidade de Madrid, servindo até mesmo com um espaço em uma das suas praças para as famílias trocarem figurinhas do álbum da copa do mundo. Um breve retrato do que pode se comprar no mercado foi no El Rastro que compramos por €30 uma torneira de bronze que pertenceu a uma fonte de água e hoje voltou a ser útil e adorna um lavabo. Além de termos comprado lá uma dezena de pequenas toalhas de mesa que custaram €0,50 cada e uma lindíssima taça de cristal que estava suja em uma caixa que dizia tudo por €1. E para finalizar em minha ultima visita ao mercado comprei puxadores de gaveta muito bonitos que após negociação custaram metade do preço inicial.


Pois eu poderia escrever um post somente para o El Rastro, mas Madrid tem outros eventos culturais importantes e um dos mais marcantes são as corridas de Toro. Logo ao final destes parágrafos vou inserir um vídeo com imagens do Rastro e de uma destas corridas.


É muito delicado até mesmo para os espanhóis conversarem sobre as touradas sendo que esta discussão vem desde os tempos antigos... as corridas foram inseridas pela colonização romana que encontrou este animal em abundancia na península Ibérica e o usou para substituir as lutas com feras que tanto sucesso faziam em Roma. Hoje as Corridas de Toro são um bem de interesse cultural e patrimônio cultural imaterial em algumas regiões e em outras são parcialmente proibidas. Dito isto vou me ater a informar como participar de uma destas corridas.


Plaza de Toros

Em Madrid se encontra uma Plaza de Toros bem próxima do centro da cidade. Ela é de uma arquitetura fascinante e merece uma visita ao menos para conhecer sua fachada e entorno. Porém se tens interesse em ver uma das touradas é fácil e muito barato. Procure no site da Plaza de Toros por um Corrida de Toros eu digo isto pois existem variáveis com outros nomes e que são diferentes do usual, bem como, uma peleia com cavalos ao invés do tradicional toureiro. Os ingressos são vendidos desde a bagatela de €5 até mais de €100 isto devido aos locais dentro da Plaza, porém em qualquer assento você encontrara uma boa visão da arena.


Plaza de Toros

Eu particularmente exponho minha opinião pessoal sobre a Corrida que participei e recomendo muita cautela em optar por assistir uma por completo. Eu achei muito interessante o desenrolar dos rituais que são permeados por musica e aplausos dos expectadores, porém a morte do Touro foi uma cena pesada para o meu entender e eu fui embora da Plaza, mas de tudo isto saiba que a Corrida de Toros é uma das mais fortes representações da cultura espanhola.


Segue um vídeo do El Rastro e da Plaza de Toros.



Pois então... seguimos falando sobre Madrid que é uma das grandes capitais europeias e oferece atrativos aos mais diversos interesses de viagem. Você pode optar por suprir quase todos os seus anseios próximos a região central da cidade, bem como, uma região de bares e restaurantes bem movimentados como o Bairro Malasaña aonde você encontra na Calle Spíritu Santo alguns dos estabelecimentos para um happy hour.


E a boa dica é que no Malasaña tem o Mercado de San Ildefonso, um prédio com 20 pequenos restaurantes divididos em 3 andares. É como se houvesse colocado espalhados pelo prédio pequenos “truck foods”. É bem interessante pois as opções são variadas e custam em média €15 e, mas as cervejas são um tanto caras e custam em média €5 porem o ambiente jovem e descolado é um dos grandes atrativos deste mercado. Eu pedi um prato coreano + um hambúrguer e 3 cervejas e gastei €40. Não se economiza neste mercado, mas o ambiente serve até mesmo para um flerte pré noitada. Mas o já citado Mercado San Miguel também pode ser um bom local para um happy hour.


Segue um vídeo destes dois mercados no período da noite.



Pois aos baladeiros eu não pretendo adentrar este post nas opções de baladas em Madrid pois são diversas opções. Eu fui na Boate New Garamond paguei €100 euros para a entrada de 3 pessoas com direito a 1 garrafa de Rum, para isto você deve ligar e incluir seu nome na lista e negociar este valor.


E como eu prometi no início do post vamos entender como evitar a isca do preço baixo da locadora de veículos Firefly uma barganha que pode sair caro. Além disto vou finalizar o post dobre Madrid com a dica sobre como comprar e transportar o delicioso Jamón.

Então leitores não vamos cair na pegadinha da locadora Firefly pois ela irá te oferecer o preço mais baixo para locação em Madrid. Eu já cai nesta isca. Você pode escolher seu carro aqui no rentalcars, mas não opte pela Firefly.


Locadora Firefly

Primeiro porque o atendimento é rude e se você não escuta e ou compreende claramente os sotaques da pronuncia em espanhol será difícil lidar com as instruções e cobranças extras que os impacientes atendentes irão tentar te empurrar. Segundo porque os carros são velhos e sujos e a manutenção é precária. E principalmente porque eles têm uma taxa absurda de reabastecimento. Mesmo que você opte por alugar o carro com o pacote de devolução de tanque vazio ou até mesmo devolva com o tanque cheio você terá que pagar uma taxa de reabastecimento. Além disto eles te obrigam a encher o tanque em algum posto de gasolina em até 10km do aeroporto e apresentar a nota fiscal do abastecimento.


Eles justificam que esta taxa serve para custear o procedimento de reabastecimento que você mesmo fez. Como assim cobrar por algo que eu mesmo fiz? Sim um absurdo! Porém maior ainda são os valores das taxas. Pois se eu não tivesse abastecido eu pagaria €120. Só pela gasolina seriam €60 ou seja bem mais que a capacidade do tanque do carro que locamos. Eu segui as instruções e abasteci dentro de um raio de 10km do aeroporto eu paguei de taxa €35 ou seja a locação custou o dobro da cotação inicial. Além disto quando chegamos no balcão para locar ficamos mais de 1 hora para receber um carro sujo, velho e nada perto do qual havíamos escolhido.


Ufa. Desabafei. Por favor escape da Firefly.


Agora vamos as dicas de como comprar e transportar o Jamón Serrano.

Jamon Serrano

Você irá passar durante sua estada em Madrid por diversos lugares que vendem os mais variados tipos de Jamón. Se você gostar da cor, do cheiro e do atendimento destes locais não hesite em comprar algumas gramas para uma degustação no dia a dia da sua viagem. Além das oportunidades de compra em diversos lugares você irá encontrar também a existência quase infindável de uma variedade de cepas, estirpes e raças que definem o tipo de peças de Jamón.


A mais tradicional destas peças é a “Pata Negra” que é uma definição para uma cepa mais pura e que tem preços bem altos e se você não for um fazendeiro produtor de Jamón não saberás distinguir os sabores do Jamón Pata Negra para uma Paleta de Ração Ibérica que custa 90% menos.


Então por favor não perca a oportunidade de provar algumas gramas de Jamón inclusive um Pata Negra de Bellota que deverá custar perto de uns €20 por 100 gramas. E aproveite para pegar algumas dicas nestes locais, bem como, a diferença entre Paleta (patas da frente) e Jamón (patas traseiras) e a fundamental importância da dieta de alimentação que influenciaram nas peças que estão sendo vendidas.


A melhor dieta de alimentação é a Noz Bellota que deriva a nomenclatura do Jamón. Então fica a melhor opção o Jamón Ibérico de Bellota que pode ser também encontrado como Paleta Ibérica de Bellota que é bem mais em conta financeiramente, mas a Paleta perde no quesito sabor. Apesar do Jamón ter mais gordura que a Paleta e pesar entre 5 e 8kg ele é mais saboroso.


Prove e tire as conclusões do seu próprio paladar. Mas a mais importante dica é não compre nestes locais turísticos da região central e compre a sua peça de Jamón Ibérico de Bellota nos supermercados Mercadona ou Carrefour, busque em uma pesquisa a unidade mais próxima e vá dar uma olhada nas opções.

Indo ao supermercado você irá economizar muito na compra do seu Jamón eu consegui comprar uma peça de Jamón Serrano de Bellota de 7,5kg por €48 enquanto a mesma peça na região central da cidade custava em média €200.


Ao escolher a sua peça bata levemente com as pontas dos dedos na peça e ela deve ceder, tremer um pouco, não estar tão rígida. E com a cura mínima de 12 meses.


Para efetivar esta compra meça muito bem a diagonal do interior da sua mala (eu usei o comprimento do meu braço e não deu certo) pois as peças têm tamanhos diferentes e você terá que comprar uma que caiba na sua mala.

E para trazer ao Brasil faça valer a instrução normativa N°11, de 10 de maio de 2016 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Art. 1° que autoriza o ingresso em território nacional de produtos de origem animal destinados ao consumo humano. Autorizando a entrada de até 10kg de produtos cárneos industrializados, destinado ao consumo humano, limitado a 10kg por pessoa. Dentre estes produtos cárneos estão os presuntos de cura longa. Além disto autoriza também o ingresso de até 5kg de produtos lácteos.


Obrigado pela leitura e se quiser ajuda para montar o seu roteiro por favor me envie uma mensagem.


AJUDE O BLOG-RESERVE NOS LINKS DO SITE





#madrid #spain #rastro #toro #granvia #cibeles #retiro #travel #tourism #roteiros #viagem #hotel

254 visualizações
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram
  • Facebook Social Icon

O objetivo deste site é oferecer um espaço para a construção de roteiros de viagens colaborativos.

Compartilhe suas dúvidas e experiências nos comentários do blog e ajude outras pessoas na busca pelo roteiro perfeito.

Eu posso te ajudar a criar o seu roteiro... vamos conversar.

SITE PARCEIRO DO

logo mochila.png

© 2017 - 2020 by Marcelo Bandeira