• Marcelo Bandeira

NÃO VIAJE DE AVIÃO SEM LER ESTAS-TOP 10 DICAS.

Atualizado: 18 de Nov de 2018


TOP 10 - DICAS PARA VIAJAR DE AVIÃO


1-Desentupa o nariz.

Esta é a mais importante dica para viajar de avião. Saiba que até mesmo os tripulantes de aeronaves fazem isto. Por causa da pressurização da cabine, as cavidades aéreas da face e dos ouvidos sofrem alterações de pressão, principalmente na descida da aeronave. Esta é na maioria das vezes o motivo daquele choro desesperador de alguns bebês (se adultos sentem desconforto, imaginem eles). Então se você tiver com coriza (secreção) nas vias aéreas, a equalização de pressão do ouvido médio (espaço cheio de ar atrás do tímpano) será dificultada. Não force assoprando com o nariz e boca fechada. Esta sensação é só um desconforto que irá passar em algumas horas. Se você perceber que está meio surdo por um período maior procure um médico, com alguns medicamentos em poucos dias tudo volta ao normal. Então use descongestionantes antes de voar, e se já estiver voando mastigar chicletes estimula a musculatura da face, e isto ajuda um pouco na equalização da pressão. E para os bebês chupar a mamadeira na decolagem e no pouso também pode ajudar.



2-Não confie no cartão de embarque.

A posição da aeronave e o seu consequente portão de embarque mudam mais que promessa de político. Quando você receber o seu cartão a aeronave pode ainda não ter finalizado o voo anterior, ou seja, ainda não pousou. E o processo decisório sobre qual portão ela irá acoplar depende de diversos fatores. A decisão passa pela disponibilidade da concessionaria do aeroporto, do setor de operações da empresa, e inclusive a vaga prevista pode ainda estar ocupada por um voo atrasado. Por isto fique atento aos painéis do aeroporto, e verifique o seu portão mesmo que ele já esteja impresso no seu cartão de embarque. Como uma dica para facilitar, saiba que nos painéis os voos estão dispostos por horários, então busque pela hora do seu voo e você facilmente o encontrará.



3-Respeite o aviso de atar cintos.

Naquele momento em que o aviso liga, e os tripulantes informam que todos devem sentar e colocar o cinto, respeite isto. Mesmo que o avião ainda não esteja sacudindo com certeza ele está prestes a enfrentar uma turbulência, isto porque o sistema de computadores avisou ao comandante e ele imediatamente acionou o aviso de atar cintos, e até aquele momento ele não tem como saber qual dos três tipos de turbulência irá ocorrer, ela pode ser a leve, a moderada ou a severa (esta última pode te machucar bastante). Saiba que isto não coloca o seu voo em risco, pois a aeronave foi projetada para enfrentar facilmente a mais severa das situações, e mesmo que o avião pareça estar se desmanchando a turbulência não causa danos. Uma dica experta: se o comandante ciclar o aviso de atar cintos (ciclar = acionar o aviso por três vezes seguidas) sente logo, pois os computadores avisaram que a turbulência irá ocorrer em instantes, talvez em alguns segundos.



4-Separe itens importantes.

Definitivamente não coloque na mala despachada as chaves da sua casa ou do seu carro, e inclusive aqueles itens e documentos importantes que você irá precisar logo ao desembarcar. Em casos raros a sua bagagem despachada pode ser contemplada com uma viagem a Paris, mesmo que você esteja indo para Fortaleza. Caso isto ocorra podem levar alguns dias até devolverem a sua mala, mas saiba que a empresa tem a obrigação de oferecer apoio financeiro para você comprar itens básicos, consulte estes benefícios junto ao atendente da companhia aérea. Então por isto é sempre bom estar precavido, e levar consigo um kit de amenidades que não ocupe espaço. Definitivamente não carregue peso, e tenha somente um volume de mão.



5-Leve só uma mala.

Com o novo programa de tarifas das companhias brasileiras somente as mais caras incluem o despacho de bagagens no porão da aeronave. Em média estas tarifas nos voos nacionais permitem uma bagagem de até 23 kg e em internacionais duas de até 32 kg. Portando se você tiver mais de um volume saiba que irá pagar em média R$ 50 em voos nacionais e até uns U$S 100 nos internacionais. Portanto definitivamente evite levar itens excedentes, e confira a política de preços e limites de bagagem da sua companhia.




6-use mala de mão flexível.

Você já deve ter visto aquelas mochilas (tipo escolar) com rodas, pois então, estas têm a base rígida e não são flexíveis, e por isto elas não entram facilmente nos bins (compartimento de bagagem) quando eles estão cheios. Com certeza a melhor bagagem de mão é aquela que seja flexível, e em casos de lotação máxima ela possa caber embaixo do assento a sua frente. Mas a mais cômoda e comum das bagagens são aquelas rígidas com rodas chamadas de carry on luggage. Se esta é a sua mala confira se as suas medidas quando somadas não ultrapassem 115 centímetros, e esteja dentro do peso limite específico de cada empresa aérea.




7-Faça web check in.

A maioria das empresas libera o check in pela internet em média 48hs antes do voo. Assim você evita as filas dos balcões do aeroporto. Quem tem uma mala para despachar existe uma fila específica só para quem fez o web check in. E se você só tem a mala de mão poderá ir direto para o avião, sem passar pelo balcão. Além disso se tu queres voar em um assento específico, o web check in é uma vantagem perante quem busca os assentos na última hora.



8-Olho nos seus pertences.

Existe a máfia do aeroporto. São eles os pungentes que ficam no saguão e que são habilidosos em desaparecer com aquela bolsa pendurada no carrinho de bagagens, e em alguns casos eles conseguem levar o carrinho inteiro. Fique de olho nos seus pertences e mantenha a bolsa pessoal com documentos e dinheiro sempre junto ao corpo. Saiba que os ladrões estão de olhos grudados na sua bolsa, e naqueles 5 segundos que você vira de costas para ver algo eles irão sumir com os seus pertences. E além disto existe também os batedores de malas no pátio interno do aeroporto. As empresas usam mecanismos para evitar furtos na sua mala despachada, mas mesmo assim ela irá passar por áreas não vigiadas, e nestes lugares eles abrem a sua mala em segundos, e após retirar itens de valor conseguem fechar ela como se nada tivesse acontecido, mesmo aquelas com cadeados. Por isto definitivamente não despache itens de valor, mas saiba que estes casos são mais raros que os pungentes no saguão. Contrate aqui um seguro extra para a sua bagagem.


9-Não sente na janela em voos longos.

Optar por assentos em janela em voos longos pode ser uma furada. Fica difícil resolver aquela vontade de ir ao banheiro, se entre você e o corredor da aeronave tem pessoas desconhecidas dormindo. E mesmo que você seja habilidoso em saltar por cima deles, ou até mesmo acorda-los não vai ser cômodo fazer isto por mais de 10 horas. Além do mais é altamente recomendado para a sua saúde levantar-se em algum momento e dar uma caminhada pela aeronave, e não ficar as 10 horas sentado. Além disto em voos longos leve consigo um moletom/casaco pois o ar condicionado pode oscilar bastante, e principalmente não ande de pés descalços e jamais vá ao banheiro assim, lembre-se que alguém pode ter tentado usá-lo durante uma turbulência.



10-Sua mala quebrou.

É impossível manusear com um zelo extremo a sua bagagem despachada. Ela passa por esteiras inclinadas, algumas quedas, caminhões, chuva, neve e ainda poderá ficar embaixo de outra mala que tem uma casa inteira dentro. Saiba que se a sua própria mala estiver com mais de 32 kg ela provavelmente não vai viajar incólume, pois este peso irá pressionar suas quinas e rodas em locais rígidos, e é pouco provável que por causa do próprio sobrepeso ela não quebre, amasse ou arranhe. Mas esta dica é para informar que as empresas aéreas somente aceitam abrir um processo de indenização na mesma hora da repatriação da mala na esteira. Sendo assim não saia daquele local (não vá para a área externa do desembarque), e encontre ali mesmo perto das esteiras o balcão de atendimento da sua empresa aérea. A minha experiência mais marcante foi no aeroporto de Barajas em Madrid, em que minha mala de mão teve que ser despachada no portão, e quando você estiver por lá veja com os próprios olhos, que na ponte de embarque tem uma portinhola dando acesso a um tobogã de aço, com uma inclinação quase vertical, e a sua mala desce por ela mais rápido que aquele piloto de Fórmula 1. A minha desceu por esta rampa e no final bateu bruscamente em uma barra de aço, virando no ar por algumas vezes até se espatifar no chão. Uma cena nada agradável.



Dica extra:

Ao usar transporte/transfer com desconhecidos quando chegar ao aeroporto saia do carro somente após o motorista descer. Infelizmente alguns larápios arrancam após seu desembarque e assim roubam seus pertences. E estes casos não são uma lenda urbana, pois eu mesmo já presenciei isto duas vezes no aeroporto de Congonhas em São Paulo.


Obrigado pela leitura.

Tens alguma dica? Por favor insira nos comentários.


AJUDE O BLOG-RESERVE NOS LINKS DO SITE




#voo #bagagem #avião #dicas #viagens #travel #turismo #flight #tips #tourism


0 visualização
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram
  • Facebook Social Icon

O objetivo deste site é oferecer um espaço para a construção de roteiros de viagens colaborativos.

Compartilhe suas dúvidas e experiências nos comentários do blog e ajude outras pessoas na busca pelo roteiro perfeito.

Eu posso te ajudar a criar o seu roteiro... vamos conversar.

SITE PARCEIRO DO

logo mochila.png

© 2017 - 2020 by Marcelo Bandeira